Vaga para Fiscal Sénior
Vaga para Fiscal Sénior

11 dezembro, 2016

Digite seu endereço de e-mail:  
Informamos que todas as oportunidades de emprego publicadas no site EMPREGO.INFROMOZ, sem excepção, não implicam qualquer custo para os candidatos

Empresa de consultoria de engenharia, baseada em Maputo pretende seleccionar  técnicos para fiscalização de obras

Posição Fiscal Sénior

Requisitos

  • Licenciatura em Engenharia Civil ou técnico médio de Vias de comunicação respondendo a experiencia respectiva
  • Cursos de formação profissional na área de estradas
  • Pró-activo e com capacidade de liderar os fiscais júnior sob sua responsabilidade
  • Domínio de programas do MS Office;

 

Experiencia relevante

  1. Licenciatura em Engenharia Civil
  • 5 anos de experiencia
  • De trabalho em estradas em empreitadas ou fiscalização
  • 3 anos a trabalhar na fiscalização de trabalhos de estradas
  • 3 anos nos trabalhos de reabilitação ou melhoramentos localizados em estradas não revestidas com técnicas  de baixo custo e recurso a acompanhamentos;
  1. Técnico Médio de Vias de comunicação
  • 8 anos de experiencia de trabalhos nas estradas empreitadas ou fiscalização;
  • 5 anos a trabalhar na fiscalização de trabalhos de estradas
  • 5 anos nos trabalhos de reabilitação ou melhoramentos localizados em estradas não revestidas com técnicas de baixo custo e recurso a acompanhamentos.

 

Local de trabalho: Províncias de Maputo, Gaza ou Inhambane

Candidaturas :

A carta de candidatura indicando “Candidatura para Fiscal Sénior” incluindo CVs  Português e os certificados de habilitações literárias, deve ser entregue ate o dia 16 Dezembro de 2016 no endereço seguinte: Rua de Kassuende n 118, 1 andar em Maputo, ou pelo correio electrónico info.maputo@mz.rhdhv.com

O  CV deve indicar os projectos e posição em esteve envolvido.

 

1Comments

  • Recebí com entusiasmo o anuncio desta vaga de fiscal de obras, estou mesmo interessado . desempenho esta função a mais de 19 anos, com credencial ( certificado da fiscalização) passado pelo laboratório da engenharia de Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *