Vaga para Consultor

Vaga para Consultor
Vaga para Consultor

22 janeiro, 2019

RECEBA VAGAS NO SEU EMAIL:  

A EQUIP pretende recrutar para o seu quadro de pessoal um/a (1) Consultor/a para realizar a Avaliação do Sistema de Reporte de Resultados de Carga Viral até a “Última Milha”.

Problematização

O Governo da República de Moçambique e seus parceiros começaram uma implementação faseada das recomendações da OMS para o uso do teste de CV de forma rotineira para monitorar a resposta ao TARV, seguindo a implementação das diretrizes da OMS de 2015 que apoiam o início do tratamento antirretroviral para todos os pacientes HIV+ independentemente do seu estado imunológico ou clínico. Não obstante, a maior parte de unidades sanitárias em Moçambique ainda não tem capacidade para realização de testes de CV, e por este motivo estes são referenciados aos Laboratórios de Biologia Molecular (LBM) de referência definidos para cada província, fazendo com que o fluxo desde o pedido do exame (fase pré-analítica), referenciamento e processamento (fase analítica) e disponibilidade dos resultados e entrada ao processo clínico (fase pós- analítica), seja relativamente complexo e com muitos intervenientes. Durante este fluxo, existem etapas intermédias que ocorrem nos denominados centros de convergência, tornando o processo moroso.

Através desta pesquisa pretende-se analisar quais são os procedimentos operacionais padrão (POP) disponíveis e sendo implementados para, uma vez que os resultados de CV são entregues ao centro de convergência e/ou unidade sanitária, assegurar que esses resultados estão disponíveis nos processos clínicos dos pacientes, de forma a ter um melhor entendimento dos procedimentos e barreiras em cada uma das etapas e propor boas práticas a serem implementadas ao nível nacional; assim mesmo, pretende-se verificar como os provedores de saúde estão utilizando os resultados de CV e o grau de cumprimento dos protocolos nacionais para seguimento dos pacientes com resultado de carga viral >1,000 cópias/ml de forma a prover recomendações programáticas para melhorar a implementação de cuidados padrão para pacientes com suspeita de falência terapêutica.

Objectivos do Estudo

Objectivo Geral:

Avaliar os sistemas de reporte de resultados dos testes de carga viral com foco na “última milha” (disponibilidade dos resultados nos processos clínicos dos pacientes) em 19 unidades sanitárias que referenciam amostras para carga viral em 9 províncias de Moçambique.

Objectivos Específicos:

Objectivo específico 1: Definir as etapas e factores determinantes da morosidade do processo de retorno de resultados do teste de CV em cada uma das diferentes fases definidas para os exames laboratoriais (fase pré-analítica, fase analítica e fase pôs-analítica).

Objectivo específico 2: Determinar os procedimentos em vigor na unidade sanitária para o fluxo de resultados de CV através dos diferentes sectores até que eles sejam colocados no processo clínico do paciente.

Objectivo específico 3: Verificar o grau de cumprimento pelos provedores de saúde dos protocolos nacionais para seguimento dos pacientes HIV+ em TARV com resultado de carga viral >1,000 cópias/ml.

Área de Estudo

O estudo será realizado em 9 províncias de Moçambique, nomeadamente Niassa, Nampula, Zambézia, Manica, Sofala, Inhambane, Gaza, Maputo Cidade e Maputo Província, abrangendo 19 unidades sanitárias, incluindo 1 unidade sanitária da capital provincial (excepto para Maputo Cidade que inclui 2) e 1 unidade sanitária num distrito rural (sede distrital).

Metodologia

  1. Revisão de todos os resultados de CV recebidos no centro de convergência/unidade sanitária durante o mês anterior da avaliação, incluindo a triangulação de dados entre os registos de laboratório (Livro de Registo de CV/DISALink), sistemas electrónicos de seguimento dos pacientes HIV+ e processos clínicos dos pacientes.
  2. Para MG HIV+: Revisão dos registos do Livro de Registo da CPN do quarto mês anterior à avaliação para identificar às MG HIV+ elegíveis para fazer o teste de CV na 1ª CPN, e cruzar os resultados com os registos de laboratório (Livro de Registo de CV/DISALink), Livro de Registo da Maternidade, Livro de Admissão da Maternidade e processos clínicos.
  3. Verificação da disponibilidade de POPs, algoritmos e TdR.
  4. Realização de entrevistas semiestruturadas com os provedores de saúde de cada unidade sanitária, incluindo Laboratório, Recepcionista, Ponto Focal para o HIV, Apoio Psicossocial (APSS), Provedores de HIV (inclui serviços integrados de saúde materno-infantil (SMI) e serviços integrados de TB/HIV, adultos e pediatria).
  5. Revisão de todos os resultados de CV >1,000 cópias/ml recebidos na unidade sanitária no sétimo mês anterior à avaliação, incluindo a triangulação de dados entre os registos de laboratório (Livro de Registo de CV/DISALink), sistemas electrónicos de seguimento dos pacientes HIV+ e processos clínicos dos pacientes.
  6. Para MG HIV+: Revisão de todos os resultados de CV >1,000 cópias/ml recebidos na CPN no quarto mês antes da avaliação, incluindo a triangulação de dados entre os registos de laboratório (Livro de Registo de CV/DISALink), sistemas electrónicos de seguimento dos pacientes HIV+ e processos clínicos dos pacientes.
  7. Verificação da disponibilidade de POPs e algoritmos para mudança de linha terapêutica, assim como a utilização do sistema electrónico para submissão ao Comitê Terapêutico Nacional/Provincial os casos com suspeita de falência terapêutica.

Duração do Estudo:

  • Fevereiro – Março 2019.

Documentos necessarios

  • Carta de Manifestação de Interesse;
  • Curriculum Vitae;
  • Proposta Técnica e Financeira,

Como se candidatar

Os candidatos interessados poderao submenter os documentos para: equipmozambique@gmail.com

Validade: 23/01/2019

Locais: Niassa, Nampula, Zambézia, Manica, Sofala, Inhambane, Gaza, Maputo Cidade e Maputo Província

 

VAGAS NÃO SE PAGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *