Vaga para Fiscal de Obras

Vaga para Fiscal de Obras
Vaga para Fiscal de Obras

20 agosto, 2019

RECEBA VAGAS NO SEU EMAIL:  
Informamos que todas as oportunidades de emprego publicadas no site EMPREGO.INFROMOZ, sem excepção, não implicam qualquer custo para os candidatos

A Fundação Terre des Hommes – Itália pretende recrutar um/a  Técnico para a FISCALIZAÇÃO DE OBRAS de Reconstrução Escolar, no âmbito da reposta à emergência desencadeada pelo ciclone IDAI, na Província de Sofala.

 

Especificidades FISCALIZAÇÃO DE OBRAS
 

 

 

 

Contexto

A Terre  des  Hommes  –  Itália  (TDHI)  encontra-se a desenvolver

actividades em várias áreas nos distritos da Beira e Dondo, como forma de contribuir para dar resposta ao impacto do ciclone Idai na vida   das   comunidades.   De   entre   várias,   importa  destacar   a intenção de intervir na área na reabilitação de escolas que ficaram parcial ou totalmente danificadas pelas forças da catástrofe.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Funções

De  forma  geral,  os  serviços  compreenderão  um  conjunto  de

actividades técnicas de acompanhamento da execução das obras de  reconstrução  de  infraestruturas  escolares,  incluindo  a orientação   e   fiscalização   de   todas   as   etapas   do   processo construtivo descritas no projecto executivo da obra, aferição dos materiais fornecidos à obra e trabalhos executados, de acordo com as normas e orientações técnicas pertinentes, além da medição e recebimento das fases da obra, para efeitos de pagamento de facturas.

 

Especificamente as ACTIVIDADES PREVISTAS compreendem:

 

1. Proceder com as devidas anotações de responsabilidade técnica, de fiscalização dos serviços a serem prestados;

2. Proceder o acompanhamento regular da obra, fazendo cumprir todas as disposições e especificações

3. Oferecer assessoria técnica a equipa de Monitoria e Acompanhamento das obras designada pela entidade contratante, necessária para a verificação da perfeita execução dos trabalhos;

4. Fazer cumprir o plano de trabalho conforme as actividades a

serem desenvolvidas, mediante assinatura do registo de obra;

5. Informar, de imediato e por escrito, toda e qualquer ocorrência que venha ou possa comprometer o regular andamento da obra;

6. Manter um arquivo completo e actualizado de toda a documentação pertinente aos trabalhos (projecto executivo, orçamentos, cronogramas, livro de obra, correspondência, relatórios)

7. Promover reuniões periódicas nos canteiros para analise e discussão   sobre   o   andamento   das   obras,   esclarecimentos   e

 

 

  providências necessárias ao cumprimento do contrato;

8. Esclarecer ou solucionar incoerências, falhas e omissões eventualmente constatadas nos desenhos, memoriais, especificações   e   demais   elementos   de   projecto,   bem   como fornecer informações e instruções necessárias ao desenvolvimento dos trabalhos;

9. Solucionar as dúvidas e questões pertinentes a prioridade ou sequência dos serviços e obras em execução;

10. Paralisar e/ou solicitar o refazimento de qualquer trabalho que não seja executado em conformidade com projecto, norma técnica ou qualquer disposição oficial aplicável ao objecto do contrato;

11. Solicitar a substituição de materiais e equipamentos que sejam

considerados defeituosos, inadequados ou inaplicáveis aos trabalhos da obra;

12. Exercer rigoroso controlo sobre o cronograma de execução dos trabalhos da obra, aprovando os eventuais ajustes que ocorrerem durante o desenvolvimento dos trabalhos;

13. Aprovar partes, etapas ou a totalidade dos trabalhos executados;

14. Verificar e aprovar a substituição de materiais, equipamentos e trabalhos solicitados pela Empresa e admitida no Projecto Executivo, com base na comprovação da equivalência entre os componentes,  de  conformidade com os requisitos estabelecidos nas Especificações técnicas, ouvidas a entidade executora do Contrato;

15. Solicitar a substituição de qualquer funcionário da Empresa que

embarace ou dificulte a acção do Fiscal da Obra ou cuja presença no local dos trabalhos da obra seja considerada prejudicial ao andamento dos trabalhos;

16. Emitir e assinar os termos de recepção provisória e definitivo da obra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Requisitos

1.   Ter nacionalidade Moçambicana e residência na Cidade da

Beira;

2.   Possuir,  no  mínimo,  o  nível  médio  técnico  na  área  de

Construção Civil:

3.   Possuir experiência comprovada 5 anos, no mínimo, na área de Construção Civil;

4.   Possuir experiência em matéria de construção Escolar, de acordo com os padrões de construção resiliente;

5.   Possuir experiência de Fiscalização de Obras de Construção

Civil;

6.   Capacidade de preparar e editar relatórios de alta qualidade

7.   Conhecimentos de informática (Internet, Word, PowerPoint e Access Excel);

2

 

 

  8.   Ter capacidade de trabalhar em equipa;

9.   Ter    capacidade    de    trabalhar    sobre    pressão    e    de cumprimento de prazos em contexto de emergência;

10. Ser flexível e possuir capacidade de resolver problemas;

11. Ser fluente na língua Portuguesa e nas línguas da Província de Sofala

Local de Trabalho Cidade de Beira e Distrito de Dondo
Disponibilidade Imediata

 

Os interessados tem que enviar o CV e uma Carta de apresentação, indicando no mínimo 3 referências, até o dia 23 de Agosto de 2019 aos seguintes endereços electrónicos: s.palandri@tdhitaly.org e r.uane@tdhitaly.org  ou podem enviar num envelope fechado à Terre des hommes-Italia, na Rua Capitão Cardoso dos Santos n. 1018, porta n. 301, R/C (próximo ao Hospital Central), Beira.

 

VAGAS NÃO SE PAGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *