Vagas para (08) Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária

Vagas para (08) Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária
Vagas para (08) Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária

13 outubro, 2020

Digite seu endereço de e-mail:  
Informamos que todas as oportunidades de emprego publicadas no site EMPREGO.INFROMOZ, sem excepção, não implicam qualquer custo para os candidatos

A RHDC Consultoria & Serviços Lda – RHDC pretende recrutar para o seu Cliente 8 Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária baseados nos distritos de Boane (1), Magude (1), Manhiça (1), Marracuene(1), Matola (1), Moamba (1), Namaacha (1) e Matutuíne (1).

A RHDC Consultoria & Serviços Lda, é uma empresa de Consultoria em Recursos Humanos, de direito Moçambicano que opera nas áreas de Agenciamento de Emprego, Recrutamento e Selecção, Formação Profissional, Avaliação e Desenvolvimento de Competências, Trabalho Temporário, pesquisas entre outras áreas.

A nossa Cliente é a FUNDAÇÃO ARIEL GLASER CONTRA O SIDA PEDIÁTRICO (ARIEL), uma ONG Nacional que trabalha em parceria com as Direcções Provinciais de Saúde, Serviços Distritais de Saúde da Mulher e Acção Social (SDSMAS) e Hospitais Rurais (HR) nas Províncias de Maputo e Cabo Delgado. Apoia a implementação, acesso e expansão dos Serviços Clínicos de HIV integrados e de qualidade, especificamente o Programa de Saúde Materno Infantil (SMI) /Prevenção de Transmissão Vertical (PTV), Cuidados e tratamento Anti – retroviral (TARV) para Crianças e Adultos e apoio psicossocial através de uma abordagem de Fortalecimento do Sistema Nacional de Saúde. E, no âmbito da consolidação da sua estratégia, através da sua parceira com a RHDC- Consultoria & Serviços Lda, pretende recrutar 8 Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária.

Resumo do Cargo

Os oficiais distritais de Mobilização Comunitária farão parte da equipe técnica distrital da Fundação Ariel e serão responsáveis por orientar e supervisionar a implementação de intervenções comunitárias ao nível da US e da comunidade com objectivo de aumentar demanda para serviços de prevenção, diagnóstico e cuidados e tratamento para HIV que visam engajar subpopulações prioritárias e com baixo acesso a serviços de saúde, como os homens jovens, raparigas e adolescentes. Também irão apoiar na implementação das estratégias provinciais de comunicação ao nível distrital. Espera-se que suas funções sejam abrangentes e, em última instância, serão determinadas pelos objectivos que os parceiros estabelecerão para as províncias.

Responsabilidades

  • Garantir a continuidade dos cuidados e tratamento para HIV na comunidade através da implementação das actividades de Apoio psicossocial comunitário e Engajamento Masculino (EM) em coordenação com a DSMAS;
  • Mapeamento de parceiros comunitários nos distritos apoiados pela Fundação Ariel de modo a identificar oportunidades para promoção de demanda e criação de fluxos de referência e contra referência da US para comunidade e vice-versa;
  • Liderar junto aos parceiros comunitários actividades de comunicação para promoção adesão e retenção em serviços de prevenção e cuidados e tratamento para o HIV, como estigma, baixa literacia para HIV, vulnerabilidade da adolescente e rapariga;
  • Coordenar com o Gestor Provincial de mobilização comunitária e oficiais distritais de APSS na implementação do pacote de APSS na comunidade;
  • Assegurar a implementação de actividades de criação de demanda para testagem e ATSC;
  • Desenvolver um plano de trabalho conjunto com parceiros comunitários chaves na implementação de actividades de retenção e EM e assegurar o cumprimento do mesmo;
  • Identificar a necessidade de formações técnica na área em questão e realizar formação, orientação e assistência
  • técnica às unidades sanitárias e distritos apoiados pela F. Ariel no âmbito da Directriz Nacional Para Engajamento do Homem nos Cuidados de Saúde e Directriz de APSS;
  • Assegurar o envolvimento activo com os líderes comunitários, sociedade civil, actores comunitários identificando problemas dos pacientes atendidos na US e melhorar a prestação dos serviços clínicos e de APSS para os pacientes;
  • Realizar formação, orientação e assistência técnica aos activistas, mães mentoras e outros mobilizadores
  • comunitários, que trabalham junto à F. Ariel, sobre APSS na comunidade, estratégias de adesão e retenção, buscas de faltosos, comunicação para mudança de comportamento sócia em coordenação com as áreas associadas;
  • Colaborar com a equipe distrital, equipes das US e parceiros comunitários para a garantir a disponibilidade e utilização dos serviços de saúde por parte de homens e casais através de promoção de serviços amigáveis para homens e casais nas unidades sanitárias, comunidades, instituições religiosas e no local de trabalho;
  • Treinar e alocar educadores de pares do sexo masculino (jovens adultos de 20 aos 29 anos) para promoção de actividades de adesão e retenção nas US e comunidade nas US identificadas;
  • Assegurar actividades com rapazes nos cantinhos escolares;
  • Apoiar a implementação das actividades de APSS e EM nas brigadas moveis;
  • Trabalhar em estreita ligação com ponto focal da Comunidade e ponto focal de EM da DSDMAS e US no mapeamento de empresas com capacidade de fazer uma sinergia na implementação de intervenções comunitárias para homens (incluindo entrega dos ARV);
  • Identificar e formar líderes comunitários e religiosos para fornecer mensagens chaves e criar geração de demanda para sub-populações prioritárias, incluindo adolescentes, raparigas e homens jovens;
  • Aumentar o conhecimento sobre a importância do uso dos serviços de saúde pelos homens, casais e comunidade através de implementação de estratégias de comunicação para mudança de comportamento, incluindo alocação de material de IEC nas US e comunidades;
  • Participar em grupos técnicos de trabalho e outras reuniões conforme a solicitação provincial e Central;
  • Reforçar a monitoria e avaliação do programa comunitário e fornecer feedback continuo sobre o cumprimento e monitoria dos planos de acção;
  • Identificar oportunidades para uma implementação eficaz e impactante da estratégia de comunicação;
  • Apoiar as unidades de saúde na gestão de estoques de materiais de comunicação;
  • Apoiar a gestão de atividades de mobilização comunitária;
  • Estabelecer e manter contatos com rádios comunitárias ou outras organizações de media para criar oportunidades para que as mensagens de saúde sejam disseminadas para as comunidades;
  • Apoiar na organização de treinos relacionados com comunicação / estigma para conselheiros leigos e profissionais de saúde;
  • Identificação dos líderes formais e informais de cada distrito;
  • Responsáveis por apoiar a implementação de atividades de engajamento de FBO, incluindo identificação de FBOs;
  • Garantir a participação dos FBO´s nos comités de saúde. Ponte para que a participação dos FBO´s treinos, apoio organizacional para atividades de mobilização da comunidade lideradas por FBOs, participação de líderes religiosos em comunidades de saúde;
  • Monitoramento da implementação da estratégia de comunicação de saúde provincial.

Requisitos

  • Técnico de Medicina Geral, Psicólogo Clínico ou experiências relacionadas;

Experiência

  • Pelo menos três (3) anos experiência na gestão, implementação e monitoramento e avaliação de programas de saúde pública relacionados ao HIV;
  • Expertise na área comunitária e de envolvimento do homem assim como de comunicação;
  • Experiência em facilitação, tutoria e supervisão formativa;
  • Experiência em uso de dados para gestão de programas;
  • Excelentes habilidades de gestão e liderança;
  • Conhecimento sobre o Serviço Nacional de Saúde;
  • Disponibilidade para viajar pelos distritos;
  • Habilidades básicas e experiência profissional em comunicação em saúde, gerenciamento de projetos e
  • conhecimentos de informática;
  • Habilidades básicas de monitoramento;
  • Experiência na condução de treinos educacionais direcionados a profissionais de saúde, conselheiros leigos e FBOs.

Como se candidatar

Se reúne os requisitos já enumerados e tem experiência comprovada. Envie os seguintes documentos:

Carta de Motivação, B.I autenticado, Certificado de Habilitações Literárias autentica- do, CV detalhado em formato Word e em português. Os interessados devem submeter as candidaturas aos Serviços Distritais de Saúde, Mulher e Acão Social (SDSMAS) correspondentes aos distritos na qual se candidatam ou por email emprego@rhdconsultoria.co.mz indicando no “assunto” o distrito a que se candidatam, apatir da data de publicacao deste  anuncio ate ao dia 18 de Outubro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *