A FOOD FOR THE HUNGRY Association oferece (37) vagas de emprego nesta segunda-feira 18 de Janeiro de 2021

A FOOD FOR THE HUNGRY Association oferece (37) vagas de emprego nesta segunda-feira 18 de Janeiro de 2021
A FOOD FOR THE HUNGRY Association oferece (37) vagas de emprego nesta segunda-feira 18 de Janeiro de 2021

18 janeiro, 2021

Digite seu endereço de e-mail:  
Informamos que todas as oportunidades de emprego publicadas no site EMPREGO.INFROMOZ, sem excepção, não implicam qualquer custo para os candidatos

A FOOD FOR THE HUNGRY Association uma Organização Não Governamental Cristã, sem fins lucrativos, sita na Av. Eduardo Mondlane N°544, Bairro da Ponta-Gêa, cidade da Beira, no âmbito da implementação do Programa de Prevençao de Malária a ser implementado no periodo 2021-2023 nas Provincias de Inhambane e Sofala, em parceria com a World Vision Moçambique e financiado pelo Global Fund, está a recrutar para o seu quadro de pessoal:

 

  1. Vagas Para (20) Oficiais De Campo
  2. Vaga Para Assistente De Escritório
  3. Vaga Para (02) Agentes De Limpeza
  4. Vagas Para (04) Motoristas Mecânicos
  5. Vagas Para (02) Oficiais De Procument E Logística
  6. Vaga Para Coordenador De Monitoria E Avaliação
  7. Vaga Para Oficial Sénior De Finanças
  8. Vaga Para Oficial De Administração E Recursos Humanos
  9. Vagas Para (02) Oficiais Provinciais De Monitoria E Avaliação
  10. Vagas Para (02) Oficiais Provinciais De Capacitação E Comunicação
  11. Vaga Para Coordenador Provincial

 

 

 

 

NOTA: Clique nos links acima para visualizer os requisitos. 

 

 

A FH é um empregador que oferece oportunidade iguais e acredita que as mulheres podem ser bem sucedidas em qualquer função e encoraja -as a candidatarem-se a estas oportunidades. Na FH operamos sob um conjunto de principios aos quais chamamos “pulsar do coração” que incluem os nossos valores, visão e propósito que explicam quem nós somos e como é que nós trabalhamos como organização. Juntos respondemos ao chamamento de Deus para a erradicação do sofrimento humano e graduação das comunidades da pobreza extrema.

 

Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *